fbpx
Notícias CadSolid
Todas as notícias relativas à Cadsolid
cadsolid

Necessidade de uniformização de cores das geometrias na indústria Portuguesa de Moldes

Categoria CadSolid quinta-feira, 02 agosto 2018

Necessidade de uniformização de cores das geometrias na indústria Portuguesa de Moldes

A Revista “Tech-i9” contou com um artigo sobre a necessidade de uniformização de cores das geometrias na indústria Portuguesa de Moldes. Marco Almeida, técnico CAD da CadSolid foi o autor deste artigo de opinião.

Com a necessidade de alcançar e melhorar o intercâmbio de informação entre empresas, o objetivo de alcançar uma gama de cores uniforme nas geometrias torna-se cada vez mais necessário para facilitar a leitura e a interpretação do molde e assim reduzir tempos.

 

  • Um exemplo simples que faz retrato de alguns dos problemas da não uniformização … imagine-se a empresa ‘A’ que utiliza um código com uma gama de 2 cores, verde para folgas e vermelho para justamento. Já a empresa ‘B’ usa 4 cores, folgas a rosa para furação, folgas a vermelho para caixas (maquinação), justamento para furação a verde e justamento para caixas (maquinação) a castanho.
    A empresa ‘B’ envia informação para a ‘A’ em subcontratação. Surge o primeiro problema quando a empresa ‘A’ se prepara para analisar o molde recebido surge a dificuldade da interpretação de um número de cores superior.
    Além da diferença entre o número de cores entre ‘A’ e ‘B’ existe também a questão do significado de cada cor para cada empresa. O individuo que está habituado a interpretar o verde como folga, vai ter dificuldade em associar essa cor como justamento e vice-versa.
    Em suma podemos enumerar um conjunto de problemas que reduzem produtividade:

    • Dificuldade na interpretação de diferentes códigos de cores entre empresas;
    • Tempo e recursos gastos na reedição das cores atribuídas nos moldes;
    • Aumento da probabilidade de cometer incoerências;
    • Aumento da probabilidade de falha na interpretação do código de cores pelos softwares de maquinação.

     

    O acesso a bases de dados de diversos fornecedores (Hasco, Meusburger, Rabourdin, Strack,…) também exerce a sua influência na agilização de todo o projeto do molde, elimina tempos na procura de informação, tratamento de geometria e na aplicação.
    Na preparação de uma base de dados (criação) é necessário seguir diversas etapas que variam de acordo com as necessidades do cliente:

    Etapas para a criação de um componente
    Figura 1: Etapas para a criação de um componente

     

    Inicialmente é necessário “fazer o trabalho de casa” e procurar informação relativamente à geometria, seja ela como uma tabela de Excel ou geometria morta. Se a informação pesquisada for do tipo visual (tabela de valores) é preciso criar e parametrizar a geometria de raiz… caso contrário (geometria morta) convém tratar.

    Após termos a geometria trabalhada, é necessário executar mais uns tantos passos: estes envolvem criar uma tabela de valores que vai parametrizar a geometria para as diversas referências, criar os ficheiros necessários para a inserção e o processo ( Figura 1 - componente que pode já ter o código de cores associado).
    Consoante a complexidade do componente, existe um trabalho maior ou menor na preparação do trabalho de uma base de dados para uma determinada empresa. Este tempo envolvido pode ser bastante diminuído caso exista uma uniformização da informação utilizada entre empresas ( Figura 2 - cores, informação para a lista de materiais, …).

    Inter-relação código de cores – informação lista de materiais – bases de dados.
    Figura 2: Inter-relação código de cores – informação lista de materiais – bases de dados

     

    Com uniformização, iria haver uma poupança de tempo bastante acentuada, multiplicada pelo número de repetições de uma base de dados feitas para cada cliente.

    Como neste momento não se prevê que cesse a subcontratação na indústria de moldes em Portugal, a standardização de cores nas geometrias seria uma mais-valia para redução de tempos de interpretação, redução de erros e consequente aumento da produtividade.

    Marco Almeida, CadSolid TopSolid