fbpx
Notícias TopSolid
Notícias sobre o Software TopSolid
cadsolid

Indústria de chapa metálica: porquê fundir os seus processos de design e fabrico?

Categoria CadSolid TopSolid quinta-feira, 25 junho 2020

Indústria de chapa metálica: porquê fundir os seus processos de design e fabrico?

Em 2020, ainda existem muitas empresas que não têm os seus processos de design e fabrico ligados entre si. Ganho de tempo, fiabilidade, produtividade, vantagem competitiva... existem excelentes motivos para se arriscar!

  •  

    Pedir orçamento sem compromisso

     

    Integrar o design e o fabrico: por que motivos e quais as limitações?

    Podem haver vários motivos pelos quais algumas empresas ainda não se decidiram pela “fusão” dos processos de design e fabrico.

    Estruturalmente, em muitas empresas, o projeto e a produção ainda são áreas muito separadas, onde não existe uma comunicação eficiente. No entanto, a organização das empresas tende a evoluir para que consiga competir com a concorrência externa, o que leva a uma mudança significativa de mentalidades.

    Em outras organizações, são os hábitos de trabalho praticados por muitos anos que podem explicar o porquê de algumas empresas resistirem à mudança das suas ferramentas de projeto e produção. Neste cenário, o líder desempenha um papel importante no processo de mudança. Cabe a ele convencer, tranquilizar e motivar as suas equipas a mudar.

     

    As adversidades que as empresas encontram

    • As empresas que procuram juntar os seus processos de design e produção também os querem ligar à sua solução de gestão, a fim de remover as barreiras e limitações que encontram no dia a dia.
    • Perda de tempo, portanto de reatividade na troca de dados do projeto para a produção.
    • Perda de fiabilidade geométrica. Por exemplo para o CAM Sheet Metal, é imprescindível que a geometria das peças seja um contorno fechado. No caso de transferência de peças do CAD para o CAM via interfaces, verifica-se que pode haver perda de qualidade ao nível geométrico. Isso implica que o CAM terá de “costurar” as geometrias.
    • Rastreabilidade não garantida. Em caso de alteração do projeto no CAD, a informação não passa de forma nativa para o CAM, o que pode originar não conformidades.

     

    Integrar o design e o fabrico: quais são as vantagens?

    Num setor competitivo onde a produtividade está no centro dos desafios, a fusão de processos de design e fabrico apresenta várias vantagens significativas.

    Inicialmente, tal abordagem reduz o tempo na troca dos ficheiros entre os departamentos de projeto e de produção. Assim, é possível evitar conversões de ficheiros via interfaces (dxf, dwg, etc.), mas também evitar a entrada e a reinserção de informações. Todo o processo se torna mais simples e seguro, apenas num software.

    No projeto, o CAD leva cada vez mais em consideração os requisitos de produção. Ao introduzir nos projetos, elementos que permitirão que as peças sejam produzidas mais rapidamente, a produção vai obter ganhos de produtividade.

    Como a transferência de dados é "nativa", os arquivos não são modificados. A fusão dos processos de design e produção garante a fiabilidade dos dados. Por fim, tal operação permitirá também garantir a rastreabilidade dos projetos, uma vez que os índices dos projetos implementados no CAD seguem automaticamente para o CAM.

     

    Como dar o salto e integrar os processos de design e fabrico?

    Vários cenários podem surgir para uma empresa que deseja dar o salto e integrar os seus processos.

     

    Caso n ° 1 - Software diferente para projeto e produção

    No trabalho em chapa, é possível que softwares CAD comuniquem com diversos softwares CAM, via interfaces como dxf, dwg, etc.

    Detalhe do processo:
    Realização pelo CAD do “unflod” das peças (desdobradas), e transferência dessa informação para o CAM que fará o corte e / ou punção.

    Desvantagens:
    Risco de perda de informação geométrica durante a transferência, forçando o CAM a voltar a trabalhar nas peças, o que levará a uma perda de produtividade e de tempo.

    Não há recuperação das propriedades das peças (material, espessura, quantidade, características de fabricação), nem de “características de fabricação”, sem desenvolvimento específico.

     

     

    Caso n ° 2 - Utilização de uma solução integrada Sheetmetal CAD / CAM

    Tendo em vista as desvantagens de usar dois softwares diferentes entre o design e o fabrico, é recomendável optar por uma solução CAD / CAM integrada, como é o caso da solução TopSolid'Sheetmetal.

    Na folha de metal, graças às ferramentas do TopSolid, a fronteira entre o design e o fabrico é cada vez mais pequena. Com efeito, a forma como a peça será produzida é tida em consideração desde o desenho do projeto.

     

    Detalhe do processo:

    Realização do “unfold” das peças (desdobradas) no CAD, transferência nativa dessa informação para o CAM que fará o corte e / o punção.

     

    Benefícios:

    • Apenas uma interface de utilizador, o que torna o software mais fácil de utilizar e garante consistência na gestão dos dados do CAD e CAM.
    • Sem perda de dados (transferência nativa)
    • Recuperação nativa das propriedades da peça (material, espessura, quantidade, designação, cliente, pedido), bem como características de fabricação, “características de fabricação”.
    • Associatividade CAD e CAM, de forma a que todas as modificações feitas no CAD são automaticamente transferidas para o CAM
    • Gestão do histórico de modificação presentes tanto no CAD como no CAM.
    • Utilização de apenas uma base de dados para o CAD e CAM
    • Processo seguro e confiável