fbpx

Notícias TopSolid

Notícias sobre o Software TopSolid
cadsolid

Integrações de Soluções no Projecto de Moldes

Categoria TopSolid terça-feira, 05 fevereiro 2019

software específico para moldes

A seleção de software para desenvolver projecto de Moldes, recai usualmente sobre dois tipos de soluções, se me é permitido utilizar este critério, a saber: software generalista e software específico para moldes.

Existem vantagens e desvantagens em ambos os lados, como não podia deixar de ser.

  • A percepção inicial será a de que um software específico para Moldes terá mais vantagens, uma vez que possui usualmente ferramentas específicas que foram pensadas por alguém com o objectivo de tornar mais fácil o trabalho, reduzir o número de operações necessárias para atingir o objectivo e até de disciplinar e retirar preocupações ao projectista.

    Mas será que os softwares generalistas não desejam possuir ferramentas específicas ou não valorizem os ganhos de produtividade associados? Claro que desejam e até possuem algumas dessas ferramentas, mas existe outra lógica associada…a lógica de mercado! Usualmente os softwares generalistas estão concentrados no desenvolvimento de produto e as linhas de orientação são, desde a base, definidas para serem mais competitivos nesta área, que é bastante maior e mais lucrativa que os nichos de mercado, como é o caso dos moldes.

    Um software específico para a área de moldes, uma vez que tem incorporado know-how, pode aconselhar o operador sobre qual o melhor caminho a seguir durante a criação da linha de junta, por exemplo. Existem de facto vários aspectos a considerar, dos quais salientamos:

     

    • Ferramentas automáticas de superfícies de junta;
    • Criação e modificação de estruturas standard;
    • Componentes “inteligentes” com criação de folgas automaticamente;
    • Ferramentas que permitem alterar com facilidade circuitos de refrigeração;
    • Criação de lista de materiais automática em diversas línguas;
    • Ferramenta de cinemática específica para Moldes;
    • Movimentos com inteligência associada;
    • Utilização de slave parts;
    • Técnicas de separação quantificadas.

     

    Vamos analisar alguns items desta listagem.

     

    Ferramenta de cinemática específica para Moldes

    Fazendo uma abordagem às funcionalidades específicas da cinemática para moldes, salienta-se o facto de algumas empresas utilizarem a potencialidade destas ferramentas durante a concepção do molde, e não apenas no final do mesmo.

    "Na Socem, todo e qualquer molde é sujeito à cinemática antes de se iniciar a sua produção. Este processo já poupou alguns dissabores à Socem, para além de se tornar uma mais-valia comercial", referiu o colaborador da Socem. "De facto, em moldes com mecânicas muito complexas, a cinemática é criada enquanto se projecta e vai-se testando ao longo do projecto. Enquanto se vai testando, vamos afinando cursos, corrigindo movimentos e, como o TopSolid é paramétrico, a cinemática é automaticamente actualizada, não temos que a refazer", adiantou o colaborador da Socem.

    Quanto ao “peso” no TopSolid de um molde complexo, incluíndo cinemática, o colaborador da Socem refere: “Para este molde em concreto, um housing para uma óptica, o peso são 202Mb. Trata-se de um molde de grande complexidade com mais de 1000 peças maquináveis e mais de 3000 componentes na lista de materiais”.

     

    Utilização de slave parts

    Um dos argumentos utilizados pelos softwares generalistas é de que o peso da informação é incomportável para os softwares específicos. Na verdade, quando de facto os desafios são grandes em termos de exigência e complexidade, o peso da informação pode ser um factor de preocupação para qualquer software. As soluções para ultrapassar estas dificuldades terão que ser pensadas e adaptadas para cada empresa mediante o tipo de moldes que fabriquem. Uma das estratégias utilizadas para redução do peso da informação é a utilização de peças sem histórico, mas que continuam associativas.

    "Por intermédio da técnica de utilização de slaves, é-nos permitido transportar, desde o modelo de peça até às peças em aço que entram em produção, todas as características de um modelo associativo, sem termos de suportar nos modelos o peso dos cálculos sempre que se faz uma alteração na geometria de peça. Por outro lado, sempre que se fazem alterações nas peças plásticas é mais fácil de o fazer uma vez que estamos a fasear a introdução das alterações no projecto”, referiu Rogério Duque, da empresa Prifer.

     

    Técnicas de separação quantificadas

    A forma utilizada na separação de zonas moldantes pode ser determinante no peso da informação do molde e pode influenciar outras operações que, supostamente, não têm quaisquer ligações com a separação. Passamos a apresentar um estudo realizado numa grelha de dimensões 1050x470x105 (mm), com 14054 superfícies. Foi utilizada separação de duas formas diferentes e testadas operações após separação, em cada uma delas.

    software específico para moldes - tempos

Download TopSolid Trial

Agende a sua demonstração